NOTÍCIAS
Compartilhar Imprimir

+ esportes | 02/12/2017 | 13:27 | Por: Redação Esportiva - Manaus (AM)

Rio Negro Challenge é neste domingo (3) e vai desafiar 322 atletas de Manaus e do Brasil

O evento reúne três provas distintas: Travessia Almirante Tamandaré (8,5km), Maratona Aquática (1,5km e 3km) e Circuito Curumim (500m)

Mais de 322 atletas vão estar na disputa no caudaloso Rio Negro (Foto: Divulgação)

Depois de meses de preparação, 322 atletas finalmente vão encarar neste domingo (3) o Rio Negro Challenge, maior evento de águas abertas da região Norte, que terá largada a partir das 7h, na praia da Ponta Negra.
 
O evento, realizado pela Aquática Amazonas, reúne três provas distintas, sendo a Travessia Almirante Tamandaré (8,5km), Maratona Aquática (1,5km e 3km) e Circuito Curumim (500m). O congresso técnico do evento será no sábado, dia 2, no Vasco Vasquez, localizado na Constantino Nery, com uma programação extensa.
 
De todas as edições realizadas – três, no total – esta é a competição que detém o recorde de inscritos. Entre tantos competidores fortes, quatro em especial chamam bastante atenção, como é o caso de Catarina Ganzeli, que este ano defendeu a seleção brasileira, o atleta olímpico Allan do Carmo, a nadadora que atravessou o Canal da Mancha, Marta Izo, além da lenda vida do esporte amazonense e figura carimbada em provas desta modalidade, Jefferson Mascarenhas. Todos disputarão a tradicional Almirante Tamandaré e, em categorias diferentes, eles almejam estar no lugar mais alto do pódio depois de enfrentar a imensidão do mais extenso rio de água negra do mundo.
 
“Em 1969 eu nadei a prova, com 13 anos de idade, e venci a Travessia de ponta a ponta. Então, detenho o recorde daquela época e gosto muito de vivenciar tudo isso. Me sinto vivo desta maneira. Estou focado e animado, como sempre, para mais uma prova e fico feliz de ver tanta gente querendo fazer provas neste estilo, pois isso faz a modalidade crescer”, frisou Mascarenhas, que soma 40 anos de natação.
 
Para o organizador da competição, Pierre Gadelha, mesmo antes da largada, o evento já demostra que trilha cada vez mais no caminho do sucesso. Isso porque, desde a última quarta-feira, dia 22, as inscrições para todas as provas estão esgotadas. Ainda segundo ele, as vagas para a Travessia Almirante Tamandaré duraram apenas 26 dias
 
“Estávamos esperando que este evento, que já pode ser considerado tradicional, tivesse um bom número de participantes. Mas a velocidade com que as inscrições encerraram nos surpreendeu e, claro, nos deixou felizes. Podemos interpretar que a modalidade está mais praticada, que mais pessoas querem e gostam de disputar este tipo de modalidade e muito possivelmente em 2018 bateremos este número, que para nós é o atual recorde de atletas. As inscrições encerravam dia 27 e dia 22 já não tínhamos mais vagas”, contou Gadelha.
 
Pierre ainda faz questão de frisar sobre a segurança da prova, que conta com o apoio da Marinha, Bombeiros, de caiaqueiros, uso de pranchas de SUP e um aparato de mais de 200 profissionais.
 
“Todos os atletas são acompanhados por guias que usam pranchas de stand up paddle ou caiaques. Isso possibilita segurança aos participantes e também temos equipes especializadas para que tudo possa sair na mais perfeita tranquilidade, sem ocasiões de traumas. Na Travessia, teremos um navio da Marinha, mais quatro lanches da Capitania, mais sete lanchas do evento, jet sky, barco com equipe medica, além de 35 pessoas de staff de praias”, ressaltou. 
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Email:

Seu email não será publicado
Mensagem:

© 2014 - 2016. Redação Esportiva. Todos os direitos reservados